26 de outubro de 2016

Projeto Animando Amazônia leva o cinema para salas de aula em Porto Velho

Compartilhe:

Alunos de escolas públicas participam de oficinas de audiovisual no Baixo Madeira, Lago do Cuniã, Rio Pardo e periferia da Capital.

Autor: assessoria

Crhsitian Ritse e alunos da oficina de vídeo do Animando Amazônia no interior da Floresta Nacional do Bom Futuro - Foto Bethoven Delano

Crhsitian Ritse e alunos da oficina de vídeo do Animando Amazônia no interior da Floresta Nacional do Bom Futuro – Foto Bethoven Delano

O projeto Animando Amazônia iniciou na última semana, em Porto Velho, oficinas de audiovisual para estudantes e palestras de sensibilização para professores, com o objetivo de levar o cinema para as salas de aula como ferramenta de aprendizado. O trabalho, voltado para proteção do meio ambiente, é desenvolvido gratuitamente em escolas públicas. Foi iniciado no distrito de Jaci-Paraná, a 100 quilômetros da região Central do município, e na vila de Rio Pardo, localizada no interior da Floresta Nacional do Bom Futuro. Também estão incluídas no projeto, escolas do Lago do Cuniã e Cujubim, no Baixo Madeira, e da cidade de Porto Velho. Em todas as localidades, haverá a projeção de animações, incluindo os trabalhos realizados pelos alunos que participam das oficinas.

A secretária executiva do CINEDUC, instituição que há 40 anos desenvolve projetos de integração do cinema com as escolas, Bete Bullara, participa do projeto, com palestras de sensibilização para os professores, sobre a importância do audiovisual como instrumento de aprendizado.

Alunos da Escola Municipal Rio Pardo participam de oficina do Animando Amazônia - Fotografia Bethoven Delano

Alunos da Escola Municipal Rio Pardo participam de oficina do Animando Amazônia – Fotografia Bethoven Delano

O Animando Amazônia é inspirado no Anima Mundi, considerado como o maior festival de cinema de animação das Américas, e foi criado por conta do êxito de oficinas de audiovisual realizadas pelo FestCineamazonia em 2015, com a participação de dezenas de alunos de escolas estaduais de Porto Velho. O projeto conta com apoio da prefeitura, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMA).

“A gente tem percebido esta conexão fantástica da animação com a educação, sem falar que esta nova geração tem acesso aos mecanismos de produção de audiovisual e, portanto, está habilitada, com as devidas orientações, a produzir filmes. O nosso desejo é encurtar este caminho, colocando a animação dentro das escolas, como instrumento pedagógico e aliado do professor”, explica o criador e coordenador do Animando Amazônia, Jurandir Costa. ]

Rio Pardo nasceu de uma ocupação na Floresta Nacional do Bom Futuro, onde a maior reclamação é a falta de energia elétrica - Foto Bethoven Delano

Rio Pardo nasceu de uma ocupação na Floresta Nacional do Bom Futuro, onde a maior reclamação é a falta de energia elétrica – Foto Bethoven Delano

A temática ambiental das oficinas é uma preocupação recorrente em Porto Velho. O município convive com as consequências da construção de duas hidrelétricas de grande porte, ainda em fase de conclusão, e da enchente do rio Madeira ocorrida em 2014, quando o rio invadiu as ruas da Capital e expulsou populações tradicionais na área ribeirinha. Atualmente, o município é protagonista de um novo ciclo econômico, liderado pelo agronegócio, com a substituição da floresta pelo pasto e lavouras de milho e soja.

Notícias relacionadas:

8 de novembro de 2016

Especialista sobre uso de animação nas salas de aula, Bete Bullara faz palestra em Porto Velho

[08/11/2016 - 17:32h] Compartilhe:Bete Bullara, secretária executiva do Cineduc desde 1975, vai falar com professores sobre potencial das animações como instrumento de aprendizado. […]

3 de novembro de 2016

Animando Amazônia faz oficinas de animação em Jacy-Paraná e Rio Pardo

[03/11/2016 - 08:48h] Compartilhe:Autor: assessoria A tela de cinema montada na rua principal da pequena cidade de Rio Pardo, no interior da Floresta […]

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE