5 de outubro de 2012

PMDB lidera lista de barrados pela ficha limpa

Compartilhe:

Análise feita a partir das informações do Congresso em Foco mostra que partidos têm mais problemas com a Lei da Ficha Limpa nos dez maiores colégios eleitorais brasileiros

Rudolfo Lago, Congresso em Foco

Análise feita a partir de levantamento do Congresso em Foco mostra PMDB como partido que tem mais barrados pela ficha limpa

Com exclusividade para o Congresso em Foco , o pesquisador do Centro de Estudos em Administração Pública e Governo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Fabiano Angélico fez uma análise das candidaturas questionadas nas eleições municipais deste ano pela Lei da Ficha Limpa. Com base no levantamento feito pelo Congresso em Foco a partir das informações dos tribunais regionais eleitorais, Fabiano analisou as situações nos dez maiores colégios eleitorais do país, e concluiu: o partido que tem mais candidaturas questionadas é o PMDB.

Dos candidatos na mira da Lei da Ficha Limpa nos dez maiores colégios eleitorais do país, 16% são peemedebistas, de acordo com o levantamento de Fabiano. Em segundo lugar, está o PSDB, com 15,7%, e em terceiro o PTB, com 9,2%.

Fabiano observa também que os tribunais regionais eleitorais tiveram desempenhos variados quanto ao questionamento dos candidatos. Enquanto no Ceará, a taxa de impugnação é de 9,2 candidatos para cada um milhão de habitantes, no Rio de Janeiro barrou apenas 1,2 candidatos para cada um milhão de habitantes.

 

 

Notícias relacionadas:

16 de julho de 2014

Procuradoria Regional Eleitoral contesta 22 pedidos de registros de candidatos

[16/07/2014 - 16:48h] Compartilhe:Expedito Júnior, Moreira Mendes, Lindomar Garçon.Carlos Magno e Assis Gurgacz estão entre os políticos que tiveram candidaturas contestadas pela Procuradoria […]

4 de setembro de 2011

PT impõe rodízio de candidaturas e limita reeleição no Congresso

[04/09/2011 - 22:09h] Compartilhe: Cátia Seabra, Folha Online Brasilia e Bernardo Mello Franco, enviado especial a Brasilia O PT limitou neste sábado o direito […]

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE