21 de julho de 2016

Mostra fotográfica ‘(Re)Conhecendo a Amazônia Negra’, de Marcela Bonfim, reabre no Palácio Rio Madeira

Compartilhe:

Remontagem de exposição de fotografias abre o mais novo espaço cultural de Porto Velho, no prédio sede do governo do Estado.

Autor: Ana Aranda

Exposição de Marcela Bonfim na 'Galeria Palácio' = Foto Ana Aranda

Exposição de Marcela Bonfim na ‘Galeria Palácio’ = Foto Ana Aranda

A Mostra de Fotografias do projeto (Re)Conhecendo a Amazônia Negra, da fotógrafa Marcela Bonfim, foi reaberta nesta semana na ‘Galeria Palácio’ , localizada no prédio Rio Pacaas Novos, do Palácio Rio Madeira, sede do governo estadual. Além das 33 imagens impressas em madeira, que retratam representantes de diversos segmentos negros que povoam o Estado, e fazem parte da exposição, outras 33 imagens foram agregadas em intervenções nos corredores do palácio. A exposição conta com o apoio do Sesc e deverá permanecer no local até 31 de agosto.

A ‘Galeria Palácio’ é um espaço cultural criado para incentivar as artes e a cultura no Estado, com exposição de trabalhos de
artistas de Rondônia e de outras regiões nas dependências da sede administrativa do governo estadual, onde estão lotados cinco mil funcionários públicos.

O governador Confúcio Moura em visita à exposição de Marcela Bonfim

O governador Confúcio Moura em visita à exposição de Marcela Bonfim

Marcela Bonfim é paulista, economista e ativista cultural pelas causas dos negros, povos tradicionais, populações de rua e presidiários, e faz da máquina fotográfica um instrumento de militância pelo reconhecimento do papel dos africanos na formação da Amazônia e na defesa da sua autoestima, com o olhar de quem se reconhece no foco da câmara.

Em Rondônia desde 2010, ela visitou e fotografou quilombos do Vale do Guaporé e da Vila Bela da Santíssima Trindade, no Mato Grosso. Acompanha há três anos a realização da Festa do Divino Espírito Santo (procissão fluvial de moradores do Guaporé que durante 50 dias fazem uma romaria em localidades do Brasil e da Bolívia, na fronteira dos dois países). Também fazem parte do portfólio da artista, imagens de descendentes de caribenhos (os chamados barbadianos) que participaram da construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, nordestinos dos ciclos da borracha e haitianos do mais recente fluxo migratório de negros de Rondônia.

Abertura da exposição (Re)Conhecendo a Amazônia Negra no Palácio Rio Madeira

Abertura da exposição (Re)Conhecendo a Amazônia Negra no Palácio Rio Madeira

“O projeto (Re)Conhecendo a Amazônia Negra propõe uma reflexão das artes visuais, no campo da antropologia visual, sobre a constituição e memória da população negra brasileira na região amazônica”, explica a fotógrafa.
Galeria Palácio

A escolha de Marcela Bonfim para abrir a “Galeria do Palácio, segundo a superintendente da Sugespe, (Superintendência de Gestão dos Gastos Públicos Administrativos), Isis Queiroz, responsável pela administração do Palácio Rio Madeira,atendeu aos objetivos do espaço e já estava pronta, o que facilitou o pontapé inicial dos trabalhos: “A Marcela já está com esta exposição itinerante pronta e é um sucesso e ela também contribui com o governo do Estado, como servidora, além de o tema da exposição “Amazônia Negra” homenagear este importante segmento da população de Rondônia ”.

A superintendente da Sugespe, Isis Queiroz, explica que “a ideia é trazer a população para dentro das dependências do palácio do governo, para que os usuários [do palácio] possam conhecer e valorizar a nossa arte e a nossa cultura e ainda abrir um espaço para que os servidores possam também divulgar os seus trabalhos artísticos”. Parceiro na administração do novo espaço cultural, o Superintendente Estadual de Juventude, Cultura, Esporte e Lazer, Ilmar Esteves de Souza, elogia o tema da exposição: “A nossa gente está aqui. São as nossas raízes”.

Professora Úrsula Maloney retratada por Marcela Bonfim

Professora Úrsula Maloney retratada por Marcela Bonfim

A abertura das dependências do gabinete do governador do Estado para exposições e outras manifestações artísticas é uma iniciativa da Sugespe e da Sejucel () que visa humanizar o espaço de trabalho dos funcionários públicos e ampliar o acesso à arte e à cultura, atendendo ao que determina o regimento do Palácio Rio Madeira. A galeria é um espaço de divulgação para artistas do interior e da Capital de Rondônia e outras regiões e está aberta para as artes cênicas e artes corporais (dança e intervenções artísticas); artes plásticas (pintura, fotografia e artes visuais); cinema; música e multimeios.
Serviço

Exposição fotográfica “(Re)conhecendo a Amazônia Negra: povos, costumes e influências negras na floresta”. Fotografias inéditas e outras já publicadas de Marcela Bonfim
Abertura: 19 de julho
Período de visitação: De 19 de julho a 31 de agosto de 2016, das 7h30 às 13h
Local: ‘Galeria Palácio’ – Prédio Pacaas Novo do Palácio Rio Madeira, avenida Farqhuar, bairro Pedrinhas, Porto Velho.

Notícias relacionadas:

25 de agosto de 2016

Fotografias evidenciam participação dos negros na formação de Rondônia

[25/08/2016 - 09:42h] Compartilhe:Mostra (Re)conhecendo a Amazônia Negra pode ser vista na galeria Palácio, do palácio Rio Madeira, até 31 de agosto. Autor: […]

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE