23 de dezembro de 2011

Livro reúne receitas escritas por beradeiros do rio Madeira

Compartilhe:

Obra é resultado de 10 anos de pesquisa realizadas por professoras da Unir e a bibliotecária Glória Valladares

Da assessoria

Resultado de mais de 10 anos de pesquisas realizadas em comunidades ribeirinhas de Porto

Livro foi rganizado pelas professoras Nair Ferreira Gurgel do Amaral, Neusa dos Santos Tezzari, Iracema Gabler e pela bibliotecária Glória Valladares Granjeiro - Foto - assessoria

Velho, o livro “Farinha Pouca, meu pirão primeiro: à mesa com os Ribeirinhos”, produzido por professores e alunos da Universidade Federal de Rondônia (Unir), foi lançado na noite desta quinta-feira, 22, na Capital. O projeto foi co-patrocinado pela Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica Jirau, que doou R$ 15 mil para a editoração e impressão de mil exemplares do livro e o seu lançamento.

Organizado pelas professoras Nair Ferreira Gurgel do Amaral, Neusa dos Santos Tezzari, Iracema Gabler e pela bibliotecária Glória Valladares Granjeiro, o livro é resultado de pesquisa realizada por professores pesquisadores, alunos e ex-alunos da Unir, que formam o Grupo de Estudos Integrados de Aquisição da Linguagem (GEAL) e o Projeto Alfabetização de Ribeirinhos na Amazônia (ALFAM). A pesquisa para o livro, que consiste em uma coletânea de receitas culinárias regionais escritas por crianças e adultos das comunidades ribeirinhas, abrangeu as localidades de São Sebastião (margem esquerda do Rio Madeira), Teotônio e Bairro Triângulo.

Moradores das localidades de São Sebastião e Teotônio e bairro Triângulo participaram do livro - Foto - assessoria

Além das receitas, o livro contém fotos dos ingredientes e pratos preparados, além de notas explicativas de termos característicos da gastronomia regional. Vários deles compuseram o cardápio do coquetel de lançamento, como o açaí com farinha de tapioca, bolo de macaxeira, pirarucu à casaca, “X-caboquinho”, bombons e sucos regionais, entre outros. “Esta obra é a nossa contribuição para ajudar a resgatar e valorizar a memória e identidade cultural dessas comunidades tão importantes para a história do nosso Estado”, conclui a professora pesquisadora Nair Gurgel.

Notícias relacionadas:

14 de outubro de 2014

Livro ensina receitas de pratos e doces de castanha-do-Brasil

[14/10/2014 - 09:10h] Compartilhe:Rica em nutrientes, a castanha serve como base para diversis alimentos como biscoito. macarrão, doces, almôndegas, arroz e escondidinhos, entre […]

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE