13 de janeiro de 2020

Hospital Infantil Cosme e Damião atende cerca de 240 crianças por dia

Compartilhe:

Em 2019 a unidade atendeu 88 vítimas de abusos sexuais, 17 de agressões físicas, 53 de negligência e 13 de acidentes automobilísticos.

Com informações do SECOM/RO

Hospital Infantil Cosme e Damião é referência de atendimento pediátrico de alta complexidade em Rondônia – Foto SECOM/RO

O Hospital Infantil Cosme e Damião (HICD), de Porto Velho -referência no tratamento de alta complexidade em Rondônia – em 2019 atendeu 88 vítimas de abusos sexuais; 17 de agressão física; 53 de negligência; 13 de acidentes automobilístico com traumas graves e uma de violência domestica.  Também foram atendidos dois casos de crianças atingidas por arma de fogo, sendo um do interior do Estado.

“Os traumas são diversos e é com muita tristeza que registramos esses casos de violência doméstica, tivemos um óbito de uma criança de apenas nove meses. É importante ressaltar, também, que essas crianças que sofrem traumas graves recebem os primeiros atendimentos no Pronto Socorro João Paulo II. A unidade está preparada para receber esses pacientes, independente de ser criança ou não, com uma equipe completa 24h. Após esse atendimento inicial, crianças de até 12 anos, são encaminhadas para a unidade infantil para darmos continuidade ao tratamento”, destacou Daniel Pires, pediatra e diretor adjunto do HICD.

Em 2019 o hospital fez 74.870 atendimentos – divididos entre 69.578 consultas e 5.291 internações. Em 2018 foram realizados 69.200 atendimentos na unidade.

De acordo a com direção da unidade, as doenças com mais incidência no HICD são as prevalentes da infância, a exemplo de problemas respiratórias , trato gastrointestinal. “A pneumonia e as infecções respiratórias, associadas à asma e bronquite, ainda representam parte da internação pediátrica na unidade”, disse o pediatra.

O diretor da unidade, Sergio Pereira, considera que a o baixo número de crianças atendidas em ambulatórios afeta o atendimento do HICD. “A cobertura da estratégia da família ainda é falha, o que reflete dentro do Cosme e Damião. Nossa média de atendimento é de 240 crianças por dia, e cerca de 90% são consultas ambulatoriais, crianças com sintomas simples, como resfriado, diarreia leve, quepoderiam ser atendidas nas Unidades Básicas de Saúde. Esses atendimentos aumentam nossas estatísticas e continuamos pedindo para que os pais procurem as UBS antes de levar a criança para o HICD, que está preparado para para atender casos graves”, enfatizou.

Notícias relacionadas:

7 de novembro de 2019

Professor de Extrema, em Porto Velho, vence concurso do Ministério da Cidadania

[07/11/2019 - 16:49h] Compartilhe: Projeto constitui uma coletânea poética de aproximadamente 300 páginas que será publicada e distribuída gratuitamente em escolas públicas. Fonte: […]

Prefeitura de Porto Velho convida para workshop sobre apicultura

[07/11/2019 - 16:29h] Compartilhe:Evento faz parte de incentivo à produção de mel por pequenos e médios agricultores . Fonte: COMDECOM Nesta sexta-feira (8), […]

Presença caribenha em Rondônia é tema de festival de cultura no teatro Guaporé

[07/11/2019 - 10:31h] Compartilhe:Naturais do Caribe, os chamados barbadianos formaram o maior contingente de trabalhadores da construção da Madeira-Mamoré. Autor: assessoria O Instituto […]

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE