9 de março de 2016

Governo propõe criação de carreira jurídica com 380 vagas e salários de até R$ 17 mil

Compartilhe:
Comissão de Constituição, Justiça e de Redação  da Assembleia  ouviu secretários de estado  sobre o projeto de lei Foto Ana Céli / ALE/ RO

Comissão de Constituição, Justiça e de Redação da Assembleia ouviu secretários de estado sobre o projeto de lei Foto Ana Célia / ALE/ RO

Com informações da Assembleia Legislativa

Projeto de lei do governo do Estado de Rondônia que cria 320 cargos para a carreira jurídica de gestor público, com salários de R$ 7 mil a R$ 17 mil, foi analisado nesta terça-feira (8) pela Comissão de Constituição, Justiça e de Redação (CCJ) da Assembleia Legislativa, com a presença de secretários de estado na Casa.

O secretário de estado de Planejamento, George Braga, informou que a carreira jurídica de gestor público é destinada para pessoas de nível médio e superior, que trabalharão com projetos e planejamento público. Atualmente, estas funções saõ desenvolvidas por funcionários comissionados, de livre nomeação do governador.

“Os cargos já foram criados por lei, mas agora está sendo regulamentada a carreira. Todas as pessoas com curso superior podem fazer o concurso, quando houver”, explicou George Braga.

A criação da carreira jurídica atende a uma determinação do Tribunal de Contas e, segundo o secretário-adjunto de Estado de Finanças, Franco Ono, a medida atende à falta de pessoal qualificado nos quadros do governo. “Temos que lançar mão de servidores de outros quadros, na área contábil, por exemplo”, afirmou.

Notícias relacionadas:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE