20 de fevereiro de 2016

Brasil e Alemanha debaterão desenvolvimento sustentável em conferência on line

Compartilhe:

Maiana Diniz – Repórter da Agência Brasil

Quem tiver interesse em discutir o que o Brasil precisa fazer para alcançar os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) pode participar, na próxima quarta-feira (24), de uma conferência sobre o tema organizada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) em parceria com o Instituto Alemão de Desenvolvimento (DIE).

Os ODS são uma agenda global que tem a finalidade de promover o desenvolvimento social, a proteção ambiental e a prosperidade econômica em todo o mundo. Os objetivos começaram a valer este ano e têm como meta melhorar as condições de vida de todas as pessoas do planeta até 2030.

Aberto ao público, o evento servirá de fórum para a troca de experiências sobre a implementação dos ODS no Brasil. Entre os assuntos a serem debatidos, estão a erradicação da pobreza, a redução da desigualdade e a promoção da dimensão ambiental do desenvolvimento sustentável.

A conferência ocorrerá no Ministério do Meio Ambiente – SEPN 505, Bloco B, W3 Norte, auditório do subsolo, em Brasília (DF). O evento vai das 10h30 às 17h. A entrada é franca.

Objetivos

Os 17 objetivos e as 169 metas para o desenvolvimento sustentável foram acordados pelos países-membros em setembro de 2015, em Nova York, na Cúpula das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável. Os ODS substituem e avançam nas metas antes estabelecidas pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

Com abrangência mundial, os ODS buscam refletir todas as grandes problemáticas sociais, como a erradicação da pobreza e da fome, a promoção da educação de qualidade, o saneamento básico e a energia acessível e limpa.

Conheça os ODS:
1. Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.
2. Erradicar a fome, alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável.
3. Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.
4. Garantir a educação inclusiva e equitativa de qualidade, além de promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.
5. Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.
6. Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos.
7. Garantir o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos.
8. Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todos.
9. Construir infraestruturas resistentes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.
10. Reduzir a desigualdade entre os países e dentro deles.
11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros e sustentáveis, propondo que as cidades sejam ambientes sem violência e sem medo.
12. Assegurar padrões de produção e consumo sustentáveis.
13. Adotar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos.
14. Conservar e usar de forma sustentável os oceanos, os mares e os recursos marinhos.
15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas e frear a perda de biodiversidade.
16. Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à Justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas.
17. Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Edição: Wellton Máximo

Notícias relacionadas:

6 de abril de 2016

578 mil beneficiários irregulares: TCU paralisa reforma agrária no País

[06/04/2016 - 21:34h] Estão suspensos novos processos de seleção de beneficiários de lotes, bem como de pessoas que já tenham sido selecionadas pelo programa.

25 de março de 2016

Brasil desperdiça 36,4% da água tratada para consumo humano

[25/03/2016 - 10:39h] Interessados em contribuir para o fim do desperdício podem participar de consulta pública do Plano Nacional de Recursos Hídricos para 2016-2020 até o dia 1° de maio.

19 de fevereiro de 2016

Temer diz que “agora é o tempo do PMDB” e defende candidatura própria em 2018

[19/02/2016 - 23:25h] Além da agenda partidária, que inclui uma visita ao diretório do PMDB em Porto Velho, em Rondônia, Temer também participou nesta sexta-feira das ações de combate ao mosquitoAedes aegypti ao lado do governador do Acre, Tião Viana.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE